Programa Sociais do Governo

O Bolsa Família é um programa do Governo Federal que garante a famílias de baixa renda um complemente em dinheiro mensalmente, para auxiliar nas despesas familiares. Para ter direito ao benefício é necessário que a família esteja cadastrada on Cadastro Único do Governo e deve cumprir algumas regras previstas em lei, confira:

Renda até R$ 77  – Famílias com renda mensal de até R$ 77,00 por pessoa.

Renda entre R$ 77,01 e R$ 154 – Famílias com renda mensal entre R$ 77,01 e R$ 154,00 por pessoa, que possuam em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças e adolescentes com idade entre zero e 16 anos incompletos.

Renda de zero a R$ 154 – Famílias com renda mensal de zero a R$ 154,00 por pessoa, que possuam em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos.

Além disso, as famílias que atendem aos critérios do Programa Bolsa Família e estão inscritas em outros programas federais também têm direito ao benefício.

Cadastro e bloqueio do benefício

Beneficiários do Bolsa Família podem ter por algum motivo seu benefício bloqueado pelo Governo Federal. O bloqueio acontece muitas vezes por divergência nos dados da família no CadUnico, plataforma criada pelo Ministério do Desenvolvimento Social para controle dos cadastros, pagamentos e todo os detalhes do benefício de renda.

É de grande importância que o responsável pela família que recebe o benefício, mantenha seu cadastro atualizado no CadUnico, evitando assim que seu cadastro seja bloqueado. Cabe aos municípios registrar, avaliar e corrigir situações de advertência, bloqueio, suspensão e cancelamento do programa.

http://www.caixa.gov.br/programas-sociais/bolsa-familia/Paginas/default.aspx

Gerações, tecnologia e o futuro!

O uso das mídias e da tecnologia cresce consideravelmente ano após ano, modificando a forma com que crianças e adolescentes absorvem os conteúdos escolares e assimilam o conteúdo exposto em sala de aula. O comportamento de uma criança na atualidade apresenta características diferentes de uma do início dos anos 90 e 2000. Tablets, celulares, internet banda larga, aplicativos e principalmente as redes sociais promoveram uma alteração na cultura de crianças e adolescentes, modificando gerações denominadas x, y, z e se potencializando na Geração Alfa, geração surgida no ano de 2010.

Para entender um pouco, é interessante contextualizar as gerações e captar o que de mais importante se apresentou em cada uma delas. A geração x teve o termo criado nos anos de 1950 por Robert Capa, e contextualiza a geração após a segunda guerra mundial, o que refletiu num crescimento exagerado da população. Essa geração inclui também os nascidos no inicio de 1960 até o final dos anos 70. Essa geração passou pela fase hippie.

Já a Geração Y, aqueles nascidos no final dos anos 70 até o início dos anos 90, tem como características os cidadãos que permeavam a chamada aldeia global e que desenvolveu grandes avanços tecnológicos sem falar no crescimento econômico. Muitas crianças já tem acesso a TV a cabo, internet, computadores e eletrônicos em geral e ao mesmo tempo que essas facilidades começaram a surgir na vida de crianças e adolescentes, uma característica de individualidade e depressão despontava em cada um desses seres, estimulados e ambiciosos desde cedo, mas nunca satisfeitos.

Outra Geração é a chamada Z, compreendida entre os anos de 1992 e 2010. Essa fase tem características de expansão tecnológica e velocidade da internet, tão por isso seus membros são chamados de nativos digitais pois já nascem com compartilhamentos, os shares, celulares com internet, tablets e o tema conexão sempre em suas bocas. A interação social dessa geração é ainda pior, preferem conversas em internet e redes sociais do que a vida real lá fora, uma falta de ser ouvinte e sim apenas querer se pronunciar. Muitos trabalham de suas próprias casa, os chamados Home Offices, utilizando ferramentas da geração como blogs e redes sociais.

Por final, a Geração Alfa, conhecida como Alpha Generation vem para mostrar que tecnologia e individualidade podem ser ainda maiores. Surgiu a partir de 2010 e tem como grande objeto de sua geração as mídias. Elas estão presentes na vida de crianças e adultos nos dias de hoje. Cada jovem tem seu meio de comunicação e muitas das vezes com pouca idade aprendem a utilizar mecanismos e ferramentas de pesquisas bem como jogos em vez de se comunicar com seus próprios pais.

Os adolescentes de hoje, já nasceram com o Google e a internet. É comum ouvir que os jovens de hoje dão a impressão de terem nascido com um chip inserido no cérebro. São gerações que não tinham tecnologia se transformando em gerações com seres que só faltam ser melhores amigos de robôs. Gerações, tecnologia e o futuro!